Default Image

Months format

Show More Text

Load More

Related Posts Widget

Article Navigation

Contact Us Form

404

Desculpe, a página que você estava procurando neste blog não existe. Clique aqui para voltar a página inicial.

Novas postagens

O perigo de uma guerra núclear: entenda as consequencias

O perigo da guerra nuclear

Existem aproximadamente 12.700 ogivas nucleares no mundo. Só a Rússia detém 5.977 delas. Enquanto os EUA seguem com 5.428. Mais de 90% estão no controle da Rússia e EUA e as demais 10%, pertencem à China, França, Reino Unido, Paquistão, Índia, Israel e Coreia do Norte.

Um ataque nuclear em 2022 pode ser bem diferente do que aconteceu em Hiroshima e Nagasaki, em 1945. Já que ocorreu uma constante evolução no seu poder destrutivo. 

Um estudo aponta que em caso de uma possível guerra nuclear, o mundo já teria 34,1 milhões de mortes nas primeiras horas.

Caso 100 ogivas sejam detonadas (o que correspondente a 1% da capacidade mundial), poderia matar até 2 bilhões de pessoas.

O presidente dos EUA anda com uma maleta nuclear. É ela que permite o ataque. Além disso, também tem um equipamento chamado de "biscoito", que gera o código.

Dentro da maleta, há um manual onde o Presidente escolhe quais cidades ou instalações pretende atacar.

Bomba nuclear

No lado Russo, eles têm armas nucleares por o país, ar e mar, podendo atingir qualquer país do mundo. O míssel Tsars pode transportar 10 ogivas e percorrer 12 mil km.

Um estudo de 2019 simula os efeitos de uma guerra nuclear. Caso aconteça, a fumaça vai atingindo a atmosfera na medida que os incêndios acontecem. Dessa forma, grande parte dessa fumaça atinge a estratosfera e, assim, bloqueando a luz do sol.

A fumaça cobriria todo o planeta dentro de 2 semanas, e não voltaríamos ao normal por cerca de uma década. Levaria 3 anos para a luz voltar ao seu estado. Obviamente que com esse cenário, a temperatura cairia em 9° C. Teríamos um cenário de inundações, fome e seca. Já que não haveria sol. Putin afirma que só irá usar armas nucleares caso:
  1. Em resposta a um ataque nuclear;
  2. Mísseis atinjam a Rússia ou algum aliado dela;
  3. Em resposta a um ataque a alguma instalação nuclear russa;
  4. Em resposta a um ataque que ameaça a existência da Rússia.
O vídeo abaixo, é uma simulação para uma escalada de guerra plausível entre os Estados Unidos e a Rússia, usando posturas realistas da força nuclear, alvos e estimativas de fatalidade. Estima-se que haveria mais de 90 milhões de pessoas mortas e feridas nas primeiras horas do conflito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário