terça-feira, 7 de novembro de 2017

Família de Tim Maia e gravadora processam o Corinthians por uso de música


Torcida do Corinthians
A gravadora Warner Chappell e a família de Tim Maia entraram com ação conjunta contra o Corinthians. No processo, o clube é acusado de usar versão da música “Não Quero Dinheiro, Eu Só Quero Amar” para fins comerciais.
Sucesso na voz de Tim Maia (1942-1998), a música ganhou nova versão pela torcida do Corinthians. Detentores dos direitos da canção, a gravadora e o espólio de Tim Maia pedem R$ 4 milhões de indenização por danos morais e patrimoniais.
A gravadora e a família do cantor acusam o Corinthians de “produzir campanha publicitária utilizando-se, sem autorização, da obra musical, e, ainda mais grave, com alteração de sua letra”.
Na ação feita no Tribunal de Justiça de São Paulo, os autores dizem que acionaram o clube extrajudicialmente, pedindo a imediata interrupção de qualquer atividade que tenha a música de Tim Maia.
“O Réu [Corinthians] utilizou-se da obra musical ‘Não Quero Dinheiro, Eu Só Quero Amar’, sem a imprescindível autorização dos Autores, com veiculação em seu site e na televisão aberta (no vídeo há o símbolo da TV Globo) tanto do vídeo publicitário como das camisetas utilizadas por seus jogadores, com o trecho alterado da letra da obra artística, lucrando direta e indiretamente com a contrafação cometida”, diz trecho do processo.

Procurado pela reportagem, o departamento jurídico do Corinthians disse não ter sido notificado sobre o processo.
Fonte: Manaus Alerta
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

LER MAIS:

Seguidores

BLOG ZAP NOTÍCIAS

BLOG ZAP NOTÍCIAS

ALTER DO CHÃO

ALTER DO CHÃO

MULTY AMARGO

MULTY AMARGO

NOTÍCIAS ATUALIZADAS

NOTÍCIAS ATUALIZADAS

DISTRIBUIDORA ATACK

DISTRIBUIDORA ATACK

Venha conferir nossos preços

Venha conferir nossos preços

Venha fazer suas compras aqui

Venha fazer suas compras aqui

Publicidade:

Publicidade: