segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Petrobras anuncia nova alta e gasolina sobe mais de 10% no mês


O furacão Harvey fechou refinarias nos Estados Unidos e foi o responsável pela disparada nos valores de referência do combustível

Nesta segunda-feira, a Petrobras anunciou alta de 3,3% na gasolina, a partir de terça-feira (Reinaldo Canato/VEJA.com)

Petrobras anunciou nesta segunda-feira nova elevação nos preços da gasolinaem suas refinarias, que passam a acumular alta de mais de 11% em poucos dias de setembro, após o furacão Harvey fechar refinarias nos Estados Unidos e levar a uma disparada nos valores de referência do combustível na semana passada.
A estatal disse em comunicado que o novo reajuste foi decidido por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), convocado quando há necessidade de reajustar os combustíveis em mais de 7% para cima ou para baixo em um único mês.
Nesta segunda-feira, a Petrobras anunciou alta de 3,3% na gasolina, a partir de terça-feira. Na semana passada a companhia já havia divulgado reajustes de 4,2% e 2,7% para a gasolina.
No diesel, o reajuste anunciado nesta segunda-feira foi marginal, de 0,1%. Antes o combustível havia subido 0,8% e 4,4%.
“Na última semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços”, informou a Petrobras em nota sobre os reajustes desta segunda-feira.
Apesar da convocação do grupo de preços para autorizar reajustes logo no início do mês, a Petrobras afirmou que a avaliação dos executivos do GEMP é de que a companhia tem conseguido praticar valores adequados às volatilidades dos mercados de derivados e do câmbio.
Especialistas do mercado já mostravam que os efeitos do Harvey deviam pressionar a Petrobras a novos reajustes na gasolina, por causa das promessas da companhia de não praticar preços abaixo da paridade internacional.
Os impactos da tempestade nos EUA, no entanto, começam a ser dissipados nesta semana, com refinarias retomando lentamente suas atividades. Os preços de referência da gasolina nos Estados Unidos caíam cerca de 4% nesta segunda-feira para os níveis mais baixos desde 25 de agosto, quando o Harvey atingiu o continente.

Alta da semana passada

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros subiu em catorze estados brasileiros no Distrito Federal na semana passada, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Os reajustes ocorreram antes do repasse aos postos da série de aumentos dos preços do combustível pela Petrobras às distribuidoras, iniciada em 31 de agosto.
Na média nacional, a alta na semana passada foi de 0,13%, para R$ 3,778 o litro. Em outros onze estados brasileiros o preço da gasolina recuou e no Paraná houve estabilidade ante o levantamento da semana anterior.
Em São Paulo, maior consumidor do país, o litro da gasolina subiu 0,65% na semana passada, de R$ 3,554 para R$ 3,577, em média. Em Minas Gerais houve aumento médio no preço gasolina de 1,41%, de R$ 3,815 para R$ 3,869 o litro. No Rio de Janeiro, o combustível saiu de R$ 4,182 para R$ 4,135, em média entre os períodos, queda de 1,12%.
(Com Reuters e Estadão Conteúdo)



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

LER MAIS:

Seguidores

BLOG ZAP NOTÍCIAS

BLOG ZAP NOTÍCIAS

ALTER DO CHÃO

ALTER DO CHÃO

MULTY AMARGO

MULTY AMARGO

NOTÍCIAS ATUALIZADAS

NOTÍCIAS ATUALIZADAS

DISTRIBUIDORA ATACK

DISTRIBUIDORA ATACK

Venha conferir nossos preços

Venha conferir nossos preços

Venha fazer suas compras aqui

Venha fazer suas compras aqui

Publicidade:

Publicidade: